leia

Entenda o básico de economia: Taxa Selic, CDI e Inflação

Por Alessandra Mello

Você tem interesse pela área de Ciências Econômicas? Então, provavelmente já se deparou com termos que parecem bem complexos, mas que na verdade representam o básico de economia

Em julho, por exemplo, o Banco Central decidiu baixar a taxa Selic de 6,5% para 6%, um dos patamares mais baixos da história. Você sabe o que isso significa para a economia? Veja, a seguir, uma explicação sobre a taxa básica de juros da economia, CDI e o papel da inflação nessa história.

O que é Selic?

Todo banco precisa fechar o dia com saldo positivo em caixa. Mas se o volume de saques for maior que o de depósitos, por exemplo, o caixa fica sem dinheiro. Nesse caso, o banco pode recorrer ao Banco Central para pegar um empréstimo de um dia. 

É aí que entra a taxa Selic: ela é, basicamente, o juro que o banco paga por esse empréstimo. O nome vem de Sistema Especial de Liquidação e Custódia, onde ficam registradas as transações. A taxa é definida a cada 45 dias pelo Comitê de Política Monetária do Banco Central (Copom).

E o que é a inflação?

Nada mais é do que o aumento do preço do que consumimos. Ou seja, é uma comparação dos preços de vários produtos, entre uma data e outra no futuro. O Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) é o índice oficial da inflação calculado mensalmente pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

O IPCA mostra essa variação dos preços de alimentos e produtos no comércio. Quando a inflação chega a zero na comparação entre as datas, dizemos que houve estabilidade dos preços.

Qual é a relação entre inflação e taxa Selic?

Como a taxa Selic funciona como um teto para os juros pagos pelos bancos, eles usam essa taxa para definir quanto cobram em empréstimos para os clientes. Por isso, ela é a principal ferramenta de controle da inflação.

Funciona assim: se o governo quer movimentar a economia, ele reduz a taxa Selic. Com juros menores, fica mais fácil fazer um empréstimo ou um financiamento, o que incentiva o consumo. Se a Selic sobe, os juros ficam altos, o consumo é desestimulado e a inflação cai. 

E o que é CDI?

Quando o banco fica com o caixa negativo, ele também pode pegar dinheiro emprestado de outros bancos em vez de recorrer ao Banco Central. Para que essa transação seja vantajosa, os bancos usam entre si uma taxa um pouco menor do que a Selic. É o Certificado de Depósito Interbancário (CDI).

Como o CDI é uma taxa muito usada entre os bancos, ele também determina o rendimento anual de investimentos, como o CDB. Se um título rende pelo menos 100% do CDI, ele estará próximo da Selic e acima da inflação, o que faz o seu lucro ser maior do que na poupança. Por isso, é muito comum que os investidores usem o CDI como uma referência na hora de escolher onde aplicar seu dinheiro.

E aí, deu para entender um pouco melhor os conceitos básicos de economia? Está preparado para aprofundar seus conhecimentos na área de Ciências Econômicas e seguir essa profissão? Deixe seu comentário abaixo!

Tags: Ciências Econômicas

Receba os melhores conteúdos no seu e-mail!