A expectativa no ano de vestibular tem muito a ver com a escolha da modalidade de ensino. Normalmente a graduação presencial vem como primeira opção, o que significa alta concorrência, poucas vagas e o medo de não passar.

Quando chega o resultado “aprovado”, é só comemoração. As aulas começam, a rotina vai ficando mais puxada e chega o momento em que você se pergunta: é possível migrar de uma graduação presencial para um curso superior a distância?

Outro cenário possível é que você tenha optado pela graduação EAD e não tenha se acostumado com a rotina mais flexível. Há quem precise estar presente em sala de aula, com horário marcado, para render nos estudos.

Quando você percebe que não consegue avançar, surge a dúvida: é possível fazer transferência de um curso superior a distância para uma graduação presencial?

Confira as respostas a essas perguntas agora mesmo!

ead

 

Curso superior a distância e curso superior presencial: qual a diferença?

 BAIXE O E-BOOK: Guia completo sobre o educação a distância

Todos os cursos superiores passam pela avaliação do Ministério da Educação, sejam eles presenciais ou a distância.

Isso significa que existe um padrão de qualidade a ser atingido para que a instituição siga ofertando cursos de graduação. Sendo assim, o que difere uma faculdade a distância no DF e uma faculdade presencial em Brasília, é a forma com que o conhecimento é transmitido.

No presencial, como já sabemos, a faculdade tem um edifício com salas de aula, biblioteca, laboratórios etc, para onde os alunos se dirigem a fim de assistirem às aulas, interagirem com os professores, trocarem conhecimento entre si, entre outras atividades.

Na modalidade EAD, o aluno não precisa se deslocar para lugar algum. Ele acessa a plataforma virtual de aprendizagem, assiste a uma aula gravada, resolve exercícios, participa de debates, faz o envio de trabalhos e interage por meios digitais.

Com relação ao conteúdo ministrado, não há diferença alguma. Se uma instituição de ensino oferta a graduação em Administração presencial e a distância, a grade curricular deve ser a mesma, com pequenas variações decorrentes da linha de pensamento da coordenação de cada curso.

O corpo docente costuma ser o mesmo, tanto nos cursos presenciais quanto nos cursos a distância, portanto, também não há grande diferenciação. O que importa é que todos os professores sejam qualificados para ministrarem os conteúdos.

Afinal, é possível migrar de um curso de graduação presencial para um EAD?

Como não existem diferenças significativas entre os cursos e, perante o MEC, ambos possuem o mesmo reconhecimento e validade, sim, é possível migrar de uma graduação a distância para uma presencial e vice-versa.

Tudo o que você precisa fazer é consultar como se dá o processo de transferência externa na faculdade de destino. Parte das disciplinas já cursadas pode ser aproveitada na nova instituição, o que significa que você não vai precisar cursar tudo de novo.

Se você está pensando em transferir seu curso para a Católica EAD , fique atento ao regulamento. Se ficar com alguma dúvida, deixe seu comentário que logo responderemos!

Conheça nossos cursos!

 Leia também: MEC: Católica EAD"um novo marco de qualidade para o ensino no Brasil”

Tópicos: ead, Ensino a distância

Católica EAD

Escrito por Alessandra Melo

Posts Recentes