1-conheca-a-historia-do-servico-social-no-brasil

O Serviço Social é uma profissão que possui um interessante processo histórico. Com origem dentro da Igreja Católica, seus fundamentos foram estruturados no final do século 19 e coincidem com o início do processo de industrialização e do crescimento da população urbana.

A história do Serviço Social no Brasil surgiu na década de 1930. Nesse período, o país passava por um período turbulento, com diversas manifestações da classe trabalhadora, que reivindicava por melhores condições de trabalho e justiça social. Com a pressão, o governo decide controlá-la através da criação de organismos normatizadores e disciplinares das relações de trabalho, como o Ministério do Trabalho, Indústria e Comércio.

Nesse período, a Igreja passou a oferecer uma formação específica para moças de famílias tradicionais com intuito de exercer ações sociais. Assim, surgiu em 1936 a primeira Escola de Serviço Social, em São Paulo, coordenada por Albertina Ferreira Ramos e Maria Kiehl, ambas sócias do Centro de Estudos de Ação Social, vinculado a Igreja Católica.

Nos anos 1940 e 1950, o Serviço Social brasileiro passou a receber grande influência norte-americana, sendo muito marcado pelo tecnicismo. Nessas décadas, se destacou uma base positivista e funcionalista e sistêmica, que bebia na fonte da psicanálise e da sociologia.

Entre os anos 60 e 70, iniciou-se um movimento de renovação da profissão, que buscou a reatualização do tradicionalismo profissional e uma ruptura com o conservadorismo. Já no final da década, em 1979, ocorreu o Congresso da Virada, um marco para o Serviço Social no Brasil. Nesse evento, a profissão se tornou laica e passou a fazer parte das Ciências Sociais.

Já na década de 90, o Serviço Social começou a tomar grandes dimensões no mundo e no Brasil, especialmente em relação a questões sociais e que ferem os direitos a cidadania, moral e ética. Com a ampliação de seus campos de atuação, ele passou a atuar no chamado terceiro setor, nos conselhos de direitos e a ocupar funções de assessoria.

Nessa mesma época, devido às mudanças ocorridas tanto na sociedade, quanto e na categoria, a profissão foi regulamentada pela Lei 8662, de 7 de junho de 1993, que legitima o Conselho Federal de Serviço Social e os Conselhos Regionais.

Nos anos 2000, aumentou a discussão em torno da eficiência das políticas sociais e do agravo da questão social. Com isso, também cresceu o número de cursos de graduação pensando em garantir uma ampliação da categoria do Serviço Social, nos mais diversos setores da sociedade.

O Serviço Social é uma profissão de nível superior e hoje se consolidou com uma formação voltada para os direitos humanos, políticas públicas, políticas da infância e juventude, dentre outros temas. Na graduação, o estudante é preparado para lidar com os desafios da sociedade atual e adquirir conhecimentos e habilidades para atuar na promoção da cidadania e da justiça social.

Venha fazer parte da história do Serviço Social: veja como se preparar para a profissão com o curso de Serviço Social da EAD Católica!

 

Tópicos: Serviço Social

Católica EAD

Escrito por Alessandra Melo

Posts Recentes