O crescente nível de exigência do mercado de trabalho transformou o diploma de graduação em um requisito básico no currículo de qualquer profissional. Quem espera alcançar uma boa oportunidade, inclusive, sabe que é preciso ir além da graduação e prosseguir em sua jornada rumo ao conhecimento.

Uma vez que você se dá conta da importância de continuar estudando, precisa conciliar os deveres acadêmicos com os compromissos de trabalho e as atividades domésticas.

Para dar conta de uma agenda tão atribulada, muitos estudantes cogitam fazer uma graduação on-line. Mais eis que surge uma dúvida importante: será que um curso EAD tem a mesma validade do presencial? Descubra em nosso post de hoje!

educação a distância

Entendendo a modalidade EaD

A principal característica da educação a distância está na não obrigatoriedade de que alunos e professores estejam em uma sala de aula para que sejam realizadas atividades educativas.

Uma vez que o conteúdo tenha sido disponibilizado, o estudante pode acessá-lo no instante em que quiser, basta que tenha um dispositivo conectado à internet. Você pode assistir as aulas de casa, do trabalho, ou até mesmo enquanto estiver parado em um engarrafamento colossal.

Essa flexibilidade para estruturar a rotina de estudos firma-se como um dos principais atrativos dessa categoria, tornando-se uma alternativa certeira para as muitas pessoas que não têm tempo de frequentar um curso presencial. A redução de custos – incidindo também sobre a mensalidade – é outro fator importante.

Um curso EaD é realmente mais fácil?

Uma das razões que justificam a resistência aos cursos EaD – a ponto, inclusive, das pessoas subestimarem a sua validade – está relacionada à crença de que o caminho do estudante até o seu diploma será mais fácil.

Fazendo uma analogia, os mais conservadores enxergam essa modalidade como “um atalho”, que pouco acrescentará à formação do profissional. Esse pensamento é compartilhado até mesmo por alguns estudantes que, no entanto, não demoram a mudar de ideia tão logo o curso se inicie.

De fato, os alunos percebem com rapidez que a tão alardeada facilidade é um grande mito. Isso porque, tal qual em um curso tradicional, o nível de exigência é bastante alto: eles são submetidos a avaliações, que via de regra, são realizadas nos polos de apoio, onde também realizam outras atividades, como a apresentação de um Trabalho de Conclusão de Curso (TCC). A frequência também é controlada por meio da entrega de trabalhos.

Para efeitos legais, qual a validade destes cursos?

Por fim, é importante nos apegarmos ao fato de que o MEC não faz nenhuma distinção alguma entre as modalidades presencial e a distância. Portanto, para efeitos legais, um curso de EaD tem exatamente a mesma validade e importância de um programa presencial.

Entre as evidências que sustentam essa afirmação destaca-se o fato de que, no diploma, não há qualquer menção sobre as características do curso. Ainda sobre o documento, é obrigatório que ele seja aceito em provas de concurso público. Caso a banca demonstre alguma resistência, o aluno terá respaldo legal para contestar a atitude na justiça.

Entendeu agora porque esta pode ser uma experiência enriquecedora? Em termos de conteúdo, o EaD não fica nada a dever aos cursos presenciais e, de quebra, oferece vários benefícios.

Quer saber mais sobre esta modalidade de ensino? Faça agora o download do e-book "Guia Completo sobre Ensino a Distância" e tire todas as suas dúvidas.

 BAIXE O E-BOOK: Guia completo sobre o educação a distância

Leia também: Saiba quais são as profissões melhor remuneradas no Brasil

Tópicos: ead

Católica EAD

Escrito por Alessandra Melo

Posts Recentes